Seminario Imuno

Published on
Scene 1 (0s)

[Audio] Aumento da incidência de doenças autoimunes e de doenças alérgicas em países desenvolvidos Bruno Rafael Batista de Oliveira 2001090 Davi Jean Buoro Cassano 2001141 Lucas Moreno Martins 2001071 Ricardo Pereira Ribeiro Puglia 2001063 Victor Jun Shintome Sugawa 2001159 Victor Mondadori Cruz 2001180

Aumento da incidência de doenças autoimunes e de doenças alérgicas em países desenvolvidos

Bruno Rafael Batista de Oliveira 2001090 Davi Jean Buoro Cassano 2001141 Lucas Moreno Martins 2001071 Ricardo Pereira Ribeiro Puglia 2001063 Victor Jun Shintome Sugawa 2001159 Victor Mondadori Cruz 2001180

Scene 2 (27s)

[Audio] Teoria da Higiene Formulada no final do século XX e baseada em dados epidemiológicos fortes; Associa o aumento da higiene e a consequente queda do contato com agentes infecciosos com o aumento do número de doenças autoimunes e alérgicas.

Teoria da Higiene

● Formulada no final do século XX e baseada em dados epidemiológicos fortes;

● Associa o aumento da higiene e a consequente queda do contato com agentes infecciosos com o aumento do número de doenças autoimunes e alérgicas.

Scene 3 (46s)

[Audio] Países Desenvolvidos doenças infecciosas doenças autoimunes

Países Desenvolvidos

doenças infecciosas

voLvidos doenqas autoimunes a sclerosis CVS OData not Incidence rate individuals 0 0—24.9 0 Data not provided b InnAin-dependent diabetes (children 0—14 0<14-24 as8.s-t4 a Not applicable OCIS—S OData not provided d Hoatitis A virus Risk level High In termed iate LOW Very low

doenças autoimunes

Scene 4 (1m 0s)

[Audio] Microbiota Responsável pela indução e treinamento do sistema imunológico, por meio da diferenciação das iTregs, capazes de promover a tolerância a antígenos alimentares e microrganismos comensais Diminuição da diversidade da microbiota: Transmissão horizontal ( Cesariana, Uso de antibióticos durante a gestação) Transmissão vertical ( Saneamento básico)

Microbiota

● Responsável pela indução e treinamento do sistema imunológico, por meio da diferenciação das iTregs, capazes de promover a tolerância a antígenos alimentares e microrganismos comensais

● Diminuição da diversidade da microbiota:

Transmissão horizontal (Cesariana, Uso de antibióticos durante a gestação)

Transmissão vertical (Saneamento básico)

Scene 5 (1m 29s)

[Audio] Consequências da Alteração da Microbiota Em disbiose: Ativação de Macrofagos e recrutamento de linfocitos T helper leva a um processo inflamatório, que provoca um ataque aos micróbios comensais A ausência de ácidos graxos de cadeia curta e componentes estruturais não patogênicos causa o aumento na predisposição ao desenvolvimento de alergias e doenças autoimunes, como Psoríase, Esclerose múltipla e Tireodite de Hashimoto

Consequências da Alteração da Microbiota

● Em disbiose:

Ativação de Macrofagos e recrutamento de linfocitos T helper leva a um processo inflamatório, que provoca um ataque aos micróbios comensais

A ausência de ácidos graxos de cadeia curta e componentes estruturais não patogênicos causa o aumento na predisposição ao desenvolvimento de alergias e doenças autoimunes, como Psoríase, Esclerose múltipla e Tireodite de Hashimoto

Doenga Esc lerose rnülti la Psoriase Tireoidite de Hahshinmoto Microbiorna/rnicrobiota Diminuiqäo de Coprococcus e Clostridium; genero näo identificado de Rununococcaceae Niveis Inenores de co la.sma aucium e Bacteroidaceae Niveis numores dos generos Blautia e Roseburia e do grupo Ruminococcus torques, Romboutsia, Dorea, Fusicatenibacter Niveis menores dos generos do grupo Eubacterium hallii e dos generos Faecalibacterium, Bacteroides, Prevotella—9 e Lachnoclostridium Referencia Choileåin et al. (2020) Belstrønu et al_ (2020 Zhao et al. (2018)

Scene 6 (1m 59s)

[Audio] Vitamina D Funções da Vit D e da VDR 1. Regulação de genes 2. Modulação da microbiota 3. Promoção de imunotolerância 4. Manutenção da barreira intestinal

Vitamina D

Funções da Vit D e da VDR

1. Regulação de genes

2. Modulação da microbiota

3. Promoção de imunotolerância

4. Manutenção da barreira intestinal

Vitaminum

Scene 7 (2m 17s)

[Audio] Vitamina D - Regulação de genes e Microbiota Interação VD-VDR → Influencia na diferenciação, maturação e ação de → Macrófagos, DCs, Células T ativadas VDR → se liga a elementos de resposta hormonal do DNA → expressão ou repressão de proteínas específicas → modificação de histonas, ligação à RNA Polimerase, remodelamento da cromatina Produção de catelicidinas e BETA-defencinas

Vitamina D - Regulação de genes e Microbiota

● Interação VD-VDR → Influencia na diferenciação, maturação e ação de → Macrófagos, DCs, Células T ativadas

● VDR → se liga a elementos de resposta hormonal do DNA → expressão ou repressão de proteínas específicas → modificação de histonas, ligação à RNA Polimerase, remodelamento da cromatina

● Produção de catelicidinas e BETA-defencinas

Scene 8 (2m 58s)

[Audio] Vitamina D - Imunotolerância Inibe maturação de células dendrítica → células dendríticas tolerogênicas → induz Treg Estimula Treg → produz mais IL- 10 e TGF-BETA → inibe o perfil Th1 (produzem INF- GAMA, IL- 2 e TNF-ALFA) → menor quantidade destes mediadores → ambiente menos reativo → menor chance de produzir doenças autoimunes Diminui MHC II e moléculas coestimulatórias ( CD40, CD80 e CD86) → menor apresentação de antígeno → maior secreção de IL-10

Vitamina D - Imunotolerância

● Inibe maturação de células dendrítica → células dendríticas tolerogênicas → induz Treg

● Estimula Treg → produz mais IL-10 e TGF-BETA → inibe o perfil Th1 (produzem INF-GAMA, IL-2 e TNF-ALFA) → menor quantidade destes mediadores → ambiente menos reativo → menor chance de produzir doenças autoimunes

● Diminui MHC II e moléculas coestimulatórias (CD40, CD80 e CD86) → menor apresentação de antígeno → maior secreção de IL-10

Scene 9 (3m 53s)

[Audio] Vitamina D - Imunotolerância Inibe IL- 2, IL- 7 e TLRs de monócitos Promove resposta Th2 Suplementação de vitamina D promove diminuição de IL- 6

Vitamina D - Imunotolerância

● Inibe IL-2, IL-7 e TLRs de monócitos

● Promove resposta Th2

● Suplementação de vitamina D promove diminuição de IL-6

IL-12, IFN-7 Naive T cell TGF-ß IL-6 Thl I n2 Th17 TGF-ß IL-23 reg Effects of 1 25 Vitamin D: Inhibition of T cell stimulation by Ag lectin Thl to Th2 shift IFNI, TNFa, IL-2 t IL-5, TIL-10 Th17 cells IL-17, 11-23 Induction of Tregs

Scene 10 (4m 12s)

[Audio] Vitamina D - Microbiota Intestinal Vitamina D → interage com a microbiota intestinal → melhora a disbiose em pacientes autoimunes Aumenta a permeabilidade intestinal → VDRs regulam a expressão de proteínas de junções de oclusão Previne a inflamação e a falta de tolerância → inibe Th1 e Th17, e induz as Tregs

Vitamina D - Microbiota Intestinal

● Vitamina D → interage com a microbiota intestinal → melhora a disbiose em pacientes autoimunes

● Aumenta a permeabilidade intestinal → VDRs regulam a expressão de proteínas de junções de oclusão

● Previne a inflamação e a falta de tolerância → inibe Th1 e Th17, e induz as Tregs

Scene 11 (4m 46s)

[Audio] Vitamina D - Gestação Falta de Vit D → doenças autoimunes, asma, alergias, eczema Vit D atravessa a placenta ( transmissão vertical) → tolerância fetal → aumento de células Treg Importante na produção de Catelicidina ( peptídeo antimicrobiano)

Vitamina D - Gestação

● Falta de Vit D → doenças autoimunes, asma, alergias, eczema

● Vit D atravessa a placenta (transmissão vertical) → tolerância fetal → aumento de células Treg

● Importante na produção de Catelicidina (peptídeo antimicrobiano)

Scene 12 (5m 14s)

[Audio] Regulação do sistema imune - Teoria da Higiene MECANISMOS: 1. Competição antigênica: Reduz a resposta imune a um primeiro antígeno caso um segundo seja administrado concomitantemente ou alguns dias após a primeira infecção. Variação da capacidade das células apresentadoras de antígenos em apresentar peptídeos procesados de ambos antígenos

Regulação do sistema imune - Teoria da Higiene

MECANISMOS:

1. Competição antigênica:

- Reduz a resposta imune a um primeiro antígeno caso um segundo seja administrado concomitantemente ou alguns dias após a primeira infecção.

- Variação da capacidade das células apresentadoras de antígenos em apresentar peptídeos procesados de ambos antígenos

Scene 13 (5m 43s)

[Audio] Regulação do sistema imune - Teoria da Higiene MECANISMOS: 2. Regulação imune por patógenos: Efeito protetor envolvendo caminhos regulatórios do sistema imune envolvimento de células Treg, NK, citocinas ( IL- 4, IL- 10, TGFβ) NOD mice (non obese diabetic): Administração de Bacillus Calmette-Guérin( BCG) estimulando células Treg e ativando células NK Imunoestimulação derivada de bactérias Gram-positivas e IDDM ( insuline dependent diabetes mellitus)

Regulação do sistema imune - Teoria da Higiene

MECANISMOS:

2. Regulação imune por patógenos:

- Efeito protetor envolvendo caminhos regulatórios do sistema imune

- envolvimento de células Treg, NK, citocinas (IL-4, IL-10, TGFβ)

- NOD mice (non obese diabetic):

- Administração de Bacillus Calmette-Guérin(BCG) estimulando células Treg e ativando células NK

- Imunoestimulação derivada de bactérias Gram-positivas e IDDM (insuline dependent diabetes mellitus)

Scene 14 (6m 23s)

[Audio] Regulação do sistema imune - Teoria da Higiene MECANISMOS: 2. Regulação imune por patógenos: Resultado é: Regulação negativa de células T efetoras e/ou prevenção da diferenciação, por meio: Estimulação de DC's não inflamatórias que não promovem a ativação e/ou diferenciação de efetores patogênicos auto reativos Estimulação de DC's que promovem a diferenciação de células T regulatórias Papel fundamental de IL- 10 e TGFβ Estimulação direta de células B reguladoras Indução direta e/ou ativação de células regulatórias do sistema imune inato e adaptativo que inibem a ativação e/ou diferenciação de células efetoras.

Regulação do sistema imune - Teoria da Higiene

MECANISMOS:

2. Regulação imune por patógenos:

Resultado é:

● Regulação negativa de células T efetoras e/ou prevenção da diferenciação, por meio:

○ Estimulação de DC's não inflamatórias que não promovem a ativação e/ou diferenciação de efetores patogênicos auto reativos

○ Estimulação de DC's que promovem a diferenciação de células T regulatórias

○ Papel fundamental de IL-10 e TGFβ

○ Estimulação direta de células B reguladoras

○ Indução direta e/ou ativação de células regulatórias do sistema imune inato e adaptativo que inibem a ativação e/ou diferenciação de células efetoras.

Scene 15 (7m 19s)

[Audio] Receptor TLR O QUE SÃO fazem parte do sistema imune inato responsáveis pelo reconhecimento dos diferentes componentes de patógenos e pela ativação das células imunes necessárias

Receptor TLR

O QUE SÃO

● fazem parte do sistema imune inato

● responsáveis pelo reconhecimento dos diferentes componentes de patógenos e pela ativação das células imunes necessárias

Receptores do linfOcito B (BCR) PAMP derivado do patogeno (LPS, DNA bacteriano, etc) Receptor do tipo Toll (TLR) Linföcito B

Scene 16 (7m 35s)

[Audio] INFLUÊNCIA denominador comum para os patógenos e bactérias comensais que causam a proteção contra doenças autoimunes ligantes de TLR podem ativar sinalizações negativas agindo de maneira direta nas células Treg ou indireta através do efeito que tem nas células dendríticas estímulo curto e de maneira adequada no TLR pode enviar a resposta imune X doses pequenas e repetidas administradas nos mesmos ligantes de TLR podem gerar tolerância patógenos parasitas e a microbiota podem proteger uma variedade de doenças autoimunes efeito não específico - vários microrganismos e parasitas podem proteger diversas doenças a redução das infecções pode ser considerada um dos muitos motivos para o aumento de doenças autoimunes, já que a dessensibilização dos tlr levam a falta de inflamação, afetando a proteção contra autoimunidade e reações alérgicas

INFLUÊNCIA

● denominador comum para os patógenos e bactérias comensais que causam a proteção contra doenças autoimunes

● ligantes de TLR podem ativar sinalizações negativas agindo de maneira direta nas células Treg ou indireta através do efeito que tem nas células dendríticas

● estímulo curto e de maneira adequada no TLR pode enviar a resposta imune X doses pequenas e repetidas administradas nos mesmos ligantes de TLR podem gerar tolerância

● patógenos parasitas e a microbiota podem proteger uma variedade de doenças autoimunes

● efeito não específico - vários microrganismos e parasitas podem proteger diversas doenças

● a redução das infecções pode ser considerada um dos muitos motivos para o aumento de doenças autoimunes, já que a dessensibilização dos tlr levam a falta de inflamação, afetando a proteção contra autoimunidade e reações alérgicas

Scene 17 (8m 38s)

Conclusão

Human Convex ,.surface surface dsRNA Aa730 c Aa756 TIR Aa904_ Ala795

Scene 18 (8m 47s)

Referências

https://docs.bvsalud.org/biblioref/2019/10/1023457/347-1078-1-sm.pdf

https://docs.bvsalud.org/biblioref/2019/10/1023457/347-1078-1-sm.pdf

https://www.academiademedicina.com.br/genmedicina/microbioma-e-autoimuidade/

https://www.bbc.com/portuguese/geral-46424736

https://posfg.com.br/alergia-alimentar-casos-aumentam-quase-30-ao-ano-aponta-estudo-americano/

https://brasil.elpais.com/brasil/2018/10/01/eps/1538407380_850211.html

http://aaai-asbai.org.br/detalhe_artigo.asp?id=714

https://www.bbc.com/portuguese/geral-46424736

https://posfg.com.br/alergia-alimentar-casos-aumentam-quase-30-ao-ano-aponta-estudo-americano/

https://brasil.elpais.com/brasil/2018/10/01/eps/1538407380_850211.html