O brincar e a infância na natureza.

Published on
Scene 1 (0s)

O brincar e a infância na natureza.

Flávia Bouch Zagury

Scene 2 (8s)

"É provável que uma criança hoje saiba falar sobre a floresta Amazônica, mas não sobre a última vez que explorou alguma mata sozinho ou deitou em um campo ouvindo o vento e observando as nuvens" - Richard Louv.

Scene 3 (23s)

Você tem memórias de um perfume de flor? Você tem memórias de brincar num quintal? E de colher uma fruta do pé?

Scene 5 (37s)

"As vivências com a natureza proporcionam aprendizado pela experiência, que é diferente do aprendizado pelos livros em sala de aula. Elas pressupõem uso do corpo, dos sentidos, de uma percepção cada vez mais sensível do mundo que nos cerca."

- Sibélia Zanon; Educando na Natureza

Scene 7 (1m 2s)

"Ter a natureza como educadora pode ser uma experiência transformadora, que começa com o despertar da curiosidade e segue adiante com muitas descobertas sobre o ambiente natural, sobre si mesmo e sobre o outro."

- Sibélia Zanon; Educando na Natureza

Scene 9 (1m 22s)

"É preciso que se ensine a elas a acolher as gotas da chuva que alimentam a terra e a sentir o frescor do vento; a andar descalças pela terra sentindo a energia que emana da natureza; é preciso que se ensine a gratidão por se viver num planeta tão bonito, e ajudá-las a compreender seu papel na manutenção dessa beleza." - Daniel Munduruku.

Scene 11 (1m 51s)

"A natureza inspira a criatividade da criança, demandando a percepção e o amplo uso dos sentidos. Dada a oportunidade, a criança leva a confusão do mundo para a natureza, lava tudo no riacho e vira do avesso para ver o que há do outro lado." - Richard Louv.

Scene 12 (2m 9s)

"Nossa mais elevada tarefa deve ser a de formar seres humanos livres que sejam capazes de, por si mesmos, encontrar propósito e direção para suas vidas. " - Rudolf Steiner

Scene 14 (2m 27s)

Photo by Anders Jildén on Unsplash

Photo by Anders Jildén on Unsplash

Photo by Alex wong on Unsplash

" Fomos, durante muito tempo, embalados com a história de que somos a humanidade. Enquanto isso – enquanto seu lobo não vem – fomos nos alienando desse organismo de que somos parte, a Terra, e passamos a pensar que ele é uma coisa e nós, outra: a Terra e a humanidade. Eu não percebo onde tem alguma coisa que não seja natureza. Tudo é natureza. O cosmos é natureza. Tudo que eu consigo pensar é natureza." - Ailton Krenak.