1ª Guerra Mundial Antecedentes

Published on
Scene 1 (0s)

1ª Guerra Mundial Antecedentes

Disciplina : História Série : 3º ano Professores : Maycon Rock

Scene 2 (59s)

Antecedentes

Os antecedentes são “todos” os fatos e que contribuíram de alguma forma para os acontecimentos estudados. Em nosso caso, estudaremos os fatos que de alguma forma contribuíram para o surgimento da 1ª Guerra Mundial. Os fatos e os fatores que contribuíram para esse resultado.

Scene 3 (2m 1s)

Revolução Industrial

A Revolução industrial iniciada na Inglaterra e depois espalhou-se por toda a Europa e EUA; Esse acontecimento precedeu um grande conflito armado entre a Inglaterra e França ( Ing x Fra  Napoleão Bonaparte e o Bloqueio Continental); Esse e outros conflitos ocorreram devido a disputa por territórios, mas principalmente disputavam pela matéria-prima ( Ferro + Carvão Mineral ), mão de obra barata e mercado consumidor de produtos industrializados. Resultado a longo prazo  Neocolonialismo

Scene 5 (8m 55s)

Neocolonialismo

Potências Europeias: Emergentes X Atrasados Corrida Colonial de potências emergentes (Inglaterra, França, Bélgica, Portugal, Espanha) países “atrasados” na corrida : Alemanha + Itália + Reino Austro-Húngaro) Divisão Internacional do Trabalho : Países Centrais x Pobres Países Centrais (EUROPA): Produção industrial e dominação econômica; Países Pobres (ÁFRICA/ ÁSIA/ AMÉRICA LATINA): produtos regionais/agrícolas, matéria-prima (Ferro, Alumínio, Carvão Mineral, Metais preciosos), mão-de-obra barata, serviços terceirizados, Mercado Consumidor (dos produtos industrializados). OBJETIVOS DOS PAÍSES RICOS/IMPERIALISTAS: A dominação dos 3 elementos da Industrialização: Matérias primas Mão de obra Mercado consumidor das regiões dominadas;

Scene 6 (13m 55s)

Neocolonialismo

OBJETIVOS : Mão de obra + matéria-prima + mercado consumidor Mão de obra (barata e abundante) Matéria-prima ( Carvão Mineral, Ferro, Petróleo , Gás, algodão, ouro, etc.) Mercado consumidor (a mão de obra assalariada também é o mercado consumidor) Resultado esperado : Aumentar as posses dos países Imperialistas sobre as matérias-primas necessárias a expansão industrial e comercial, além de expandir o mercado consumidor dominando as regiões pouco exploradas comercialmente (África e Ásia) Consequências  Corrida Armamentista : Entre 1871 e 1914 houve na Europa uma  corrida armamentista   entre as várias potências econômicas colonialistas. Esse processo ficou conhecido como  Paz Armada

Scene 7 (17m 9s)

O OUE For,' NEOCOLONIALISMO CONFERÉNCIA EM BERI.I.M AFRICA

Aprenda mais sobre o assunto: https://prezi.com/p/_z0klx2foeyb/neocolonialismo/

Aprenda mais sobre o assunto: https://prezi.com/p/_z0klx2foeyb/neocolonialismo/

Scene 8 (18m 54s)

ÁFRICA

ÁFRICA : aproximadamente 90% era DOMÍNIO Europeu; Teoria da Dimensão Africana : Justificativas para a partilha/divisão da África/Ásia entre os países Europeus com objetivo de levar a "civilização", a ciência, o conhecimento, a modernidade, trabalho, indústrias e a fé cristã. RESISTÊNCIA NA ÁFRICA ==> Foi criada a Teoria do DARWINISMO SOCIAL (a partir de 1948 na África surge o Apartheid )

Scene 9 (23m 54s)

Colonialismo x Neocolonialismo

Novas formas de dominação do povo africano pelos países Europeus

Colonialismo africano = Escravo Neocolonialismo africano= Trabalhador

Scene 10 (25m 25s)

ÁSIA

ÁSIA : A dominação da Ásia + Oriente Médio resultou em grandes confrontes e Revoltas. Dominação do Oriente Médio ==> domínio inglês (petróleo) Guerras do Ópio : China x Inglaterra (dominar o comércio do ópio + matérias primas) Japão : Era Meiji (dominação das matérias primas + mão de obra + mercado consumidor) Índia : Revolta dos Cipaios (dominar o comércio do chá)

Essa francesa de 1885 representa a divisäo da China entre Inglaterra, a Alemanha e a Rüssia Com seu barrate frigio, a Franp, pais que tinha grandes investimentos na Rüssia, olha por trés do czar, participando indiretamente do jogc O Japåo, pensativo, analisa como podena participar da partilha_ Ao fundo, o Imperador chinos observa a cona aflito. Le Petit Journal; c. 1885

Scene 11 (27m 58s)

abstract

AMÉRICA LATINA

Doutrina Monroe “América para os americanos” Política de hegemonia Norte Americana sobre as América Central e do Sul. Acordos foram firmados de forma vantajosa apenas para EUA. A zona de influência dos EUA aumentou passando a controlar através de políticas de isolamento, golpes militares ou invadindo países que não aceitavam seu controle político ao longo das décadas de 1820. Big Stick (grande porrete) Política de tutela norte-americana na América Central, no início do século XX. Tal política implicava a intervenção direta dos EUA nas questões políticas e econômicas internas dos países centro americanos, protegendo governos aliados e derrubando os adversários.

Scene 12 (30m 18s)

Darwinismo Social

Darwinismo Social (Conceito): Existência de raças humanas; Raça Branca "SUPERIOR "; Justificativa da DOMINAÇÃO Europeia I mperialista sobre os INFERIORES (África, Ásia e América Latina); " FARDO DO HOMEM BRANCO" ==> civilizar os outros povos ( CIVILIZAR=DOMINAR ) CONFERÊNCIA DE BERLIM : Organizar a ocupação da África; Divisão Territorial sem levar em conta as relações étnicas tribais e suas histórias RESULTADO : Várias tribos rivais obrigadas a viver em um território dominado por um país europeu, resultado em inúmeros conflitos armados entre os rivais.

Scene 13 (32m 8s)

“Fardo do Homem Branco”

'TELE WHITE MAN S {Apologtes to rapnng'. publishing Company. York, 899 Victor Gillam)

Ironicamente o europeu e o norte-americano são representados como pessoas que estão sofrendo para levar africanos, asiáticos e latinos para a civilização

Scene 14 (34m 3s)

O Fardo do Homem Banco

O homem branco (EUA + EUROPEU) tem o fardo de levar a religião cristã, a educação, as práticas alimentares e até mesmo as noções de higiene aos “ selvagens ” do mundo, isto é, todos aqueles que não eram brancos ou europeus. Tal era o “fardo”, a missão difícil e pesada colocada para o homem branco “civilizado” que dessa forma beneficiaria esses “tristes povos, metade criança, metade demônio”. https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/reportagem/o-fardo-do-homem-branco-em-charges.phtml

O homem branco (EUA + EUROPEU) tem o fardo de levar a religião cristã, a educação, as práticas alimentares e até mesmo as noções de higiene aos “ selvagens ” do mundo, isto é, todos aqueles que não eram brancos ou europeus. Tal era o “fardo”, a missão difícil e pesada colocada para o homem branco “civilizado” que dessa forma beneficiaria esses “tristes povos, metade criança, metade demônio”. https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/reportagem/o-fardo-do-homem-branco-em-charges.phtml

None

Scene 15 (36m 3s)

E U A x CHINA

Tio Sam em perigosa situação: n um pequeno automóvel que carrega a " civilização, comércio, progresso ” armado d e um canhão , além de um amontoado de quinquilharias quando é surpreendido por um terrível dragão chinês que carrega um Chinês que resiste a dominação ("boxer“). https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/reportagem/o-fardo-do-homem-branco-em-charges.phtml

Tio Sam em perigosa situação: n um pequeno automóvel que carrega a " civilização, comércio, progresso ” armado d e um canhão , além de um amontoado de quinquilharias quando é surpreendido por um terrível dragão chinês que carrega um Chinês que resiste a dominação ("boxer“). https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/reportagem/o-fardo-do-homem-branco-em-charges.phtml

Scene 16 (36m 47s)

Os Segredos da Primeira Guerra UNITED KINGDOM FRANCE GERMAN EMPI IOBRAINE

Guerra Franco-Prussiana

Disputas territoriais pela Alsácia Lorena entre a França e Alemanha, deram origem as disputas e desavenças posteriores. Vitória da Alemanha

Scene 17 (37m 40s)

pangermanismo Ideologia e movimento que visa a agrupar em um ünico Estado todos os povos de origem germänica. [J DiCiO.com.br

Scene 18 (38m 6s)

Consequências

Scene 19 (38m 58s)

Pan Germanismo

Tentativas dos países de origem germânica se agruparem ( Alemanha + Prússia + Reino Austro-Húngaro ) num único reinado visando a unificação e expansão de seus domínios e influência sobre a Europa e possíveis áreas na Região dos Balcãs, África e Ásia. Essa união deu origem uma aliança econômica e política de países que saíram “ atrasados ” no processo de industrialização e dominação de novas áreas econômicas. Tríplice Aliança = Alemanha + Reino Austro-Húngaro + Itália * Itália e Alemanha = Unificação do país de forma tardia.

Scene 20 (40m 44s)

Rússia

Economicamente:  a Rússia se encontrava em dificuldades, devido ao recente envolvimento em várias frentes: Conflito Externos: contra o Japão e o Reino Austro-húngaro; Conflitos internos: pelo poder entre o Czar e a classe trabalhadora. Industrialização: estava atrasada, por conta de um processo de industrialização tardia causado por uma sociedade conservadora e majoritariamente agrária. Socialmente:  a Rússia apresentava divisões sociais muito contundentes, com pouquíssimos nobres e alguns ricos comerciantes possuindo boas condições de vida enquanto que a maioria da população, o campesinato, passava fome em suas pequenas vilas e aldeias subdesenvolvidas. Politicamente:  a Rússia era um elemento diferente na Europa, ainda era uma monarquia absolutista .

abstract

Scene 21 (43m 52s)

O que é 'Pan-Eslavismo'? O O pan-eslavismo foi um movimento politico e sociocultural do século XIX, que buscava a uniäo de todos os povos eslavos.

Scene 22 (44m 25s)

PAN-ESLAVISMO

Era uma política estimulada pela Rússia, defendia a união de todos os povos de origem eslava da Europa oriental sob sua tutela (anexação). No entanto, havia regiões como Sarajevo e a Bósnia-Herzegovina que estavam sob domínio do Império Austro-Húngaro. Esse processo de influência desencadeou um conflito armado entre os nacionalistas Eslavos da região dominada pelo Império Austro-Húngaro. Esses conflitos insuflados pela Rússia resultaram na morte do Arquiduque Austro-Húngaro Francisco Ferdinando , quando visitava a cidade de Sarajevo, em 28/ jun /1914. Esse foi o Estopim da 1ª Guerra Mundial

Scene 23 (48m 10s)

Guerra Russo-Japonesa

Foi uma guerra entre o Império do Japão e o Império Russo que disputavam em 1904 e 1905 os territórios da China e da Manchúria. Vitória japonesa

Scene 24 (50m 52s)

abstract

Consequências

Scene 25 (50m 58s)

Foto em preto e branco de pessoas sentadas ao redor de uma mesa Descrição gerada automaticamente

Tratado de Portsmouth

O Czar aceitou a rendição pelo Tratado de Portsmouth; Os russos e japoneses assinaram os termos de paz; Os russo tiveram que deixar a Manchúria, ceder Port Arthur, a península de Liaodong e metade da ilha Sacalina , além de reconhecer a posse japonesa sobre a Coreia. Japão foi reconhecido como uma nova superpotência

Scene 26 (51m 47s)

A Rússia Tzarista

O Império Russo ficou desprestigiado com a derrota para o Japão; Para se rearmar, a Rússia gastou grande parte de sua economia interna ; Pediu vários empréstimos aos franceses, aumentando a decadência econômica e política do sistema Czarista/Tzarista; Para tentar reconquistar o prestígio político e econômico, a Rússia entrou na 1ª Guerra Mundial; Revoltas internas contra o Governo do Czar Nicolau II, desencadearam na Revolução Russa de 1905 e a Revolução Russa de 1917 ; Em decadência total, o povo russo perdeu a confiança no Imperador, enquanto o Sistema Czarista entrou em colapso completamente durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918).

abstract